domingo, 2 de janeiro de 2011

Amor e Carinho

As vezes sabemos que alguem realmente nos ama e se importa conosco, mas é necessário entender que, ás vezes, nem mesmo o amor e carinho são suficientes. Estes são os tijolos de concreto de um relacionamento, mas são instáveis sem a argamassa do tempo compartilhado, do tempo sem a ameaça da separação iminente que paira sobre um amor vívido a distância. Um relacionamento assim se parece com o giro de um pião de criança. Quando estamos juntos, temos o poder de mantê-lo girando e o resultado era beleza, magia e um sentimento quase infantil; quando estamos separados, o movimento inevitávelmente começa a desacelerar. Nós nos tornamos vacilantes e instáveis, e sabendo que nem que individualmente, tinhamos de encontrar um modo de nos impedir de tombar.




(Adaptação minha de um trecho do livro "Querido John")

Um comentário:

Nira disse...

Essa fase do amor é uma delícia. curta bastante!