quinta-feira, 9 de junho de 2011

A maior besteira que fiz!

As vezes ainda te ligo só pra ouvir tua voz, sim, só pra ouvir tua voz, pago interubano só pra ouvir tua voz´, só pra saber se esse numero ainda é seu...
...E a vontade de falar com você, de dizer que ainto saudades, que ainda te amo, que não te esqueci, que queria poder me sentir em seus braços outra vez , que queria ouvir da sua boca por mais um segundo que ainda sou sua.
Na verdade nunca vou pertencer a ninguém como pertenci a você, nunca vou dizer que amei como disse a você, nunca vou me sacrificar tanto por alguém como o fiz por você.
E de todas as besteiras que eu fiz a maior foi deixar você!



P.S: Ainda não te esqueci!

Um comentário:

Natalia Smirnova disse...

Ah, que legal o seu blog. Gostei muito de como você escreve, é bastante atraente para quem lê. Parabéns. Bom, te convido a visitar o meu POET (Pages Of Erased Text) http://pagesoferasedtext.blogspot.com/. De lá você pode ir ao “Illegitimate” novel. Espero que goste. Parabéns pelo blog. Cuide-se.