quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Sem intenção de ser poética! Feliz aniversário p/ mim!

Eu posso dizer que mais um ano se passou, que eu amadureci, que eu aprendi, e fazer todo aquele discurso que a cada dia 16 de dezembro eu faço a 17 anos e 394 dias, mas eu estaria sendo hipócrita demais se classificasse todos esses anos e dias com estes três pontos de vista.
Eu chorei rios de lágrimas por motivos fúteis, e motivos totalmente importantes, eu joguei fora um amor, eu pensei ter encontrado outro, eu quebrei a cara, eu reencontrei o caminho pra fazer feliz o meu coração com um novo alguém, eu tomei um porre(eu diria no mínimo dois), eu deixei em estado de calamidade pública interna o carro de um 'amigo' depois de uma festa, eu achei que podia ficar pra sempre sozinha e ninguém me faria falta, eu fiz novos amigos, eu desfiz algumas amizades, pra falar a verdade, eu bebi muito, eu dancei muito , eu zuei muito, eu me diverti muito momentaneamente, e eu senti solidões constantes nos domingos a tarde. Eu me perdi nas histórias alheias, eu distribui conselhos e não soube usar nenhuma deles pra mim, eu gastei muito, eu enchi meu guarda-roupa de vestidos novos e salto altos e tinha o coração vazio e sem sentindo, e se fosse pra resumir o que foram os meus 394 dias desde de 16 de dezembro de 2010, bom eu diria que foram 20 dias tensos , depois 2 meses de mar de rosas, algumas semanas nesses dois meses de muita indignação, e depois foram  8 meses e 10 dias de muita gente indo e vindo, muitas noites viradas, muitos finais de semana insanos, até que toda essa rotina de não ter uma rotina me cansou e o coração resolveu se aquietar, me balançou, me tremeu as pernas e falou "já deu, você pode voltar a agir da forma como sempre procedeu" , eu não rezei muito, não convencionalmente, mas pedia a Deus todas as noites proteção, e agradeci, a minha maneira, todas as manhãs por me proporcionar tantas chances, tantos recomeços, todos os dias.  E meus 17 anos não passaram em branco, eu acabo de escrever um texto todo em um parágrafo praticamente, coisa a qual eu não me perdoaria normalmente depois de tantas aulas de redação, mas dessa maneira eu quis mostrar que nesse meu útlimo ano de vida nem tudo que eu fiz foi correto, que de algumas coisas eu me arrependo, que bastante coisa não foi de se orgulhar, mas também pra poder dizer, meio torta, meio perdida,eu encontrei meu caminho e desse meu último ano eu quero levar tudo o que eu aprendi, e não haverá um parágrafo de conclusão como manda a regra, porque são só 18 anos e meu bem, nesse texto ainda tem muito pra se escrever, ainda tem muito pelo que se pedir desculpa, muito do que se orgulhar, muito pelo que se arrepender, muito pelo que me vangloriar... e que venham os 20, 30, 40 e que eu possa sempre ao chegar o dia 16 sorrir e repetir que não acertei de tudo, mas de tudo que acertei eu fiz com perfeição!
Parabéns a mim !

7 comentários:

O SENHOR DO TEMPO disse...

RSRS PARABÉNS!!!!!!
TEM BOLO RSRRSS?

TUDO DE BOM
SAÚDE E PAZ

Cissa Romeu disse...

JUssiely,
nossa! Primeira vez que venho por aqui e você está de aniversário!
Que coincidência!

Texto muito bom o seu. Te digo com sinceridade, já tive a tua idade e não escrevia bem assim naquela época, te garanto isso!

Estou seguindo teu blog, se quiser conhecer o meu e seguir, fique a vontade.
Feliz aniversário! Tudo de melhor na tua vida!

Carol C. disse...

Paaarabéns \o
lindo o texto, amiga .. Lindo como você !(L)

O SENHOR DO TEMPO disse...

BOM SÁBADO PRA VC

SOBROU BOLO?? RSRSRSRS

BJS

BRUNO

FelisJunior disse...

Olá! Boa noite! Cheguei tarde! Mas, parabéns pelo texto, muito bom!E, de sagitariano para sagitariana, feliz aniversário (atrasado)!
Boas festas para vc e seus familiares!

Jussielly Leal disse...

Obrigada a todos pelas felicitações e sejam todos sempre bem vindos por aqui (:

Jussielly Leal S. Pimentel disse...

um ano depois leio esse comentários, rs, se não escrevia bem na minha idade rs. saiba que agora escreve maravilhosamente bem, um beijo!