terça-feira, 19 de outubro de 2010

As pessoas que passam na nossa vida

Ontem eu saí correndo do Inglês pra não perder o ônibus, subi pra parada e fui chegando e meu ônibus encostando, subi e assim que passei a roleta vi um carinha que a muito tempo eu não encontrava, eu sentei ao lado dele e fomos conversando, achei estranho, sei lá sempre que ele me via a primeira pergunta era "E ai ta namorando?" e quase sempre a minha resposta era 'não' ou 'eu tô enrolada aí', é mas dessa vez não teve a pergunta, muito menos a resposta (FATO), enfim, fomos conversando, ele me contou que ia vender a loja dele, disse que tinha montado uma clínica em outra cidade, conversa vai conversa vem, a gente mudou o rumo da nossa história, ele disse algo do tipo "É a minha noiva..." pera aí, daí em diante eu meio que acho que não ouvi o resto da frase, ele noivo? E assumindo? É pra mim isso é um baque sabe, sou nova de mais pra noivar e é realmente estranho, ver um cara com quem eu já fiquei, me envolvi e quase tive algo sério me falando que ta noivo, ainda mais um que nem quando namorava assumia, é depois de muito conversar ele me conta que vai ser pai, nossa eu realmente fiquei feliz por ele, e cara eu fiquei sabendo antes da mãe dele, bom enfim ele vai ser pai, ele ta feliz por isso, ele vai casar, mas eu sou meio EGOísta e sim me veio na cabeça e se a 4 meses atrás quando ele me chamou pra sair eu tivesse aceitado? E se eu não 'estivesse' naquele dia com quem 'estou' hoje? É estranho, um sim, um não, muda todo o curso de uma história, e mais engraçado é como você age com o passar do tempo, no ensino fundamental eu mal conseguia olhar pra quem eu já havia dado um beijo, e agora eu troco idéia com caras com quem já me relacionei como se as coisas nunca tivessem acontecido (eu disse apenas como, pq sempre saberemos que aconteceu) , e o ônibus foi e ele me contou seus planos, disse que queria uma menina, e eu achei engraçada toda aquela situação, a gente nunca tinha sido amigo, a gente só se via enquanto ficavamos e ele tava ali me contando da atual vida dele.
Hoje eu fui na padaria com o meu irmão, cheguei lá vi um carinha que a muitos anos atrás pediu pra ficar comigo.É eu olhei, olhei de novo e pensei, hoje com certeza a minha resposta seria diferente daquela época, quero dizer se o hoje não fosse exatamente igual é hoje. Sei lá ele tava lindo, muito bonito mesmo e deve continuar o mesmo amor de garoto que era naquela época, só que agora com mais de 18 anos, o engraçado é que não me lembro do nome dele, mas sabe quando você olha pra alguém e percebe que aquela pessoa também lhe reconheceu, é eu vi como ele me olhou, mas sinceramente acho que hoje seria ele que não iria querer nada comigo, pelo menos não do modo como eu estava na padaria, é engraçado como no ontem a gente tem uma resposta pra algo e hoje temos uma completamente diferente.
Ah ta já sei ta todo mundo achando, olha a mal amada chorando pela oportunidade perdida, não, não é isso, talvez a TPM influencie mas nem tanto.
E sei lá, na mesma padaria eu vi um casal entrando e eu por um minuto pensei poxa se eu tivesse aceito aquela coisa boba ela poderia ter virado algo, que poderia ter durado até hoje e eu estaria aqui de mãos dadas com ele (viajeimesmo) mas na mesma hora eu olhei pro carinha e pensei, 'Não ele me lembra muito o cara de quem eu gosto mesmo, seria bom se ele estivesse aqui comigo, melhor do que se fosse eu namorando com o outro'. Mas ao mesmo tempo eu senti um repulsa dentro de mim pelos sentimentos que aqui habitam, pelo fato de tornarem as coisas mais complicadas do que já são, especialmente em momentos complicados da minha vida.
Bom eu poderia  continuar escrevendo pelo menos sobre mais umas quatro pessoas que encontrei essa semana, pessoas que passaram pela minha vida e no momento delas foram importantes, e eu fiquei 'meio-assim-sei-lá', pq tinha que ser logo essa semana,que eu estou femininalmente sensível? Essas coisas acontecem, e passa um 'flash-back' na nossa mente , dá uma vontade de largar tudo e tentar viver essas ex-histórias que poderiam ter rendido tanta coisa, me fazem titubear em relação a minha atual situação, que é mais complicada do que se possa explicar, mas sei lá passou, e talvez tenha sido melhor e eu concerteza devo seguir em frente com tudo que eu vivo e se não for pra ser isso, amanhã isso tudo vai virar um ontem igual aconteceu com essas outras pessoas.
Bom não espero que muitos cheguem até o fim desse texto, mas sei lá acho que todos já passaram por isso, e creio eu que ainda passarei por isso muitas vezes e essas coisas sempre me 'abalam' mais do que aos outros, e eu sei o porque, mas quando escolhas são feitas, simultaneamente ocorrem abandonos e desse nos teremos sempre as pessoas que passaram em nossa vida.

4 comentários:

Lucas Esteves disse...

Cheguei ao fim do texto :-)

Tb penso no que poderia ter acontecido e principalmente penso no que pode acontecer, mesmo sabendo que o meu pensamento pode reduzir a probabilidade de que algo realmente aconteça, pelo menos da forma com que imaginei...
Nossa imaginação forma um universo paralelo, dá pra viver nele, mas não pra sempre...

Se pudéssemos voltar atrás, faríamos tantas coisas diferentes..ainda bem que não podemos, pois por fazer coisas diferentes, não conheceriamos todas as pessoas as quais conhecemos e convivemos hoje...
São infinitas as possibilidades, mas temos que escolher...

Um abraço...

http://estevespensando.blogspot.com/

Gabrielly disse...

cheguei ao fim do texto tb *-*

eu já pensei diversas vezes em decisões que tomei no passado e que hoje seriam bem diferentes, opostas até talvez, e eu já imaginei como eu estaria se eu tivesse mudado minha opinião naqueles momentos me que só aquilo importava, mas é complicado, as coisas sempre são diferentes do que imaginamos..

ótimo blog, estou seguindo, e muito obrigada pela visita !

beijos :*

piece-ofme.blogspot.com

Gabriel Revlon disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gabriel Revlon disse...

Cheguei a fim do texto e achei bem legal. Consigo ver suas emoções, te ver no caminho de casa,te ver imaginando as possbilidades e sorrindo com o que aconteceu "ontem".
Gosto de ler textos que fundem o as expressões as palavras, e você faz isso bem. Um dia será uma bela escritora se continuar escrevendo e lendo - principalmente -. Bom, como você disse, existem coisas que mudam nossa vida, ou trazem um olhar diferente as nossas possibilidades e perspectivas. A partir de hoje vou lembrar de você toda vez que eu encontrar alguem que fez parte de meu passado e vou sorrir, vou lembrar de seu texto. Realmente uma ação pode mudar em tudo nossa vida. obrigado pelo texto ;)

gabriel_karter@hotmail.com